CAPITAL HUMANO

Fabiana Issler é a Diretora Executiva da EBD Global Optimum e quem supervisiona e garante o padrão de qualidade de todos os projetos da empresa. 

 

Fluente em cinco idiomas, seu principal nicho são os projetos de finanças ambientais, principalmente aqueles financiados pelo Global Environment Facility - GEF.

 

Em 2015, Fabiana mudou seu rumo profissional, ao deixar um emprego seguro nas Nações Unidas, para fundar a própria empresa e voltar à sua cidade natal, o Rio de janeiro, onde vive hoje com sua família.

Uma profissional das ciências sociais com mais de 16 anos de experiência internacional, Fabiana é Mestre em Estudos Internacionais do Desenvolvimento e Planejamento Ambiental pela Roskilde University, na Dinamarca

Fabiana trabalhou para o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) por mais de uma década. Veja o "Legado de projetos PNUD GEF" para mais informação sobre a sua atuação no PNUD.

Ávida leitora de não-ficção, Fabiana interessa-se também por boa música e em viajar!

 

Veja mais sobre a Fabiana...

 

Brian J. Huntley é cientista sênior da área de conservação com mais de 45 anos de experiência em gerenciamento e pesquisa de campo em vários países da Africa.

Ele foi o precursor e responsável pelo sucesso na realização de pesquisas e projetos feitos para o desenvolvimento institucional das maiores cooperativas inter-disciplinares de pesquisa e foi convidado a visitar mais de 50 países para falar sobre as atividades de conservação e  biodiversidade.

Seu trabalho em campo se extende desde as Tundras Sub-Antarticas às florestas tropicais úmidas do Congo. Ele participou em vários painéis e comitês internacionais, incluindo do IUBS, SCOPE, IUCN e GEF-STAP (Conselheiro Técnico dos Painel Científico do GEF). É professor emérito na Universidade de Cape Town, na África do Sul e pesquisador adjunto no Centro de Invasão Biológica, na Universidade de Stellenbosch, também na Africa do Sul.

Depois de se aposentar como Diretor do Instituto Sul Africano de Biodiversidade Nacional - SANBI, professor Huntley atualmente se estabeleceu como consultor independente em projetos de pesquisa e implementação da conservação em vários países da África, e em projetos de recuperação de áreas degradadas em todo o mundo, para várias Agências das Nações Unidas. Tem publicado vários artigos sobre questões ambientais e ecológicas.

 

Apaixonado pela África, Huntley trabalha com as atividades para a  conservação de Angola e Moçambique.

Ele fala português, Afrikaans e Inglês. 

 

Agora aposentado, ele vive com sua esposa em uma pequena vila na ponta mais extrema ao sul da África, entre as Montanhas Kogelberg e o mar, no epicentro de Cape Floral Kingdom, com vista para os pinguins e baleias.

Veja mais sobre o Brian...

 

James Jackelman acumula 14 anos de experiência direta de consultorias com o governo (SANParks, Ezemvelo KZN Wildlife, Cidade da Cidade do Cabo), ONG (Wilderness Foundation), agências privadas de conservação e agências de áreas protegidas na África do Sul.

 

Desde 2002, ingressou em sua carreira solo e se tornou CEO de sua própria empresa de consultorias na África do Sul (Environcentric), que tem foco no planejamento estratégico e operacional na gestão de áreas protegidas. Grande parte de seu trabalho é focado no desenvolvimento, implementação e monitoramento de desempenho de projetos de conservação da biodiversidade financiados pelo GEF.

 

Sua experiência com biodiversidade e gestão de áreas protegidas incluem trabalhos em seis países da África (Africa do Sul, Namíbia, Tanzânia, Moçambique, Angola e Botswana) duas ilhas do Oceano Índico (Ilhas Maurícias, Seychelles), seis países da Europa Oriental (Montenegro, Croácia, Latvia, Moldova, Macedonia, Albania) 5 países da Ásia Central (Azerbaijão, Rússia, Tajiquistão, Uzbequistão, Turquemenistão), 1 país do Sul da Ásia (Paquistão), 1 país da Oceania (Papua Nova Guiné) e 1 país do Sudeste Asiático (Tailândia).

Inclui, entre outros trabalhos, planejamento do manejo de áreas protegidas (15 parques nacionais, 52 reservas naturais, 2 áreas do patrimônio mundial e 1 área de conservação transfronteiriça); expansão de área protegida em 5 países; planejamento financeiro destinado a áreas protegidas em 5 países; desenvolvimento institucional de agências de áreas protegidas em 3 países; normas e padrões para áreas protegidas; estratégias nacionais e locais para planos de ação para biodiversidade; Integração da biodiversidade; Adaptação às alterações climáticas baseada no ecossistema; conservação da biodiversidade; e manejo sustentável de florestas e pastagens.

 

James adquiriu extenso e amplo conhecimento sobre as melhores práticas na conservação da biodiversidade e gestão de áreas protegidas em âmbito nacional e internacional. Possui habilidades excepcionais no gerenciamento de projetos, com especial foco para prazos e conclusão de entrega dos projetos pelos quais foi contratado, respeitando orçamentos e elevado padrão de qualidade. Ele também demonstrou uma habilidade única em conceber e adaptar novas abordagens,  sempre com criativa e inovadora.

Veja mais sobre o James...

Tine Rossing atualmente atua como consultora independente com mais de 20 anos de experiência trabalhando para o meio ambiente e desenvolvimento internacional. Sua especialização se deu ao tempo em que atuou na área de adaptação às mudanças climáticas (EbA, EcoDRR e CbA), gestão de ecossistemas, governança e gênero, para um vasto número de clientes, incluindo a GIZ, PNUD, CARE International, Banco Mundial, Danida e WRI.  

Tine trabalhou extensivamente para testar e adaptar abordagens acadêmicas para práticas baseadas em evidências.
Ela também possui grande experiência em análises políticas, somando trabalhos ligados à governança ambiental e ao desenvolvimento de capacitação de grupos de interesse relativos a processos de auto-avaliação ambiental do GEF (os NCSAs ou ANCR - segundo a sigla em inglês ou latina).

 

Ela é muito hábil na concepção e execução de instrumentos de fácil utilização para treinamentos para adaptação climática e de gênero, gestão ambiental participativa e adequadação da gestão ambiental para profissionais dessa área, formadores de políticas e comunidades locais. 

 

Enquanto trabalhava para CARE ela liderou o trabalho para desenvolvimento, formação e participação em abordagens holisticas em capacitação e avaliação, avaliação dos riscos, ameaças e vulnerabilidades climáticas, planejamento do cenário climático e M&E, combinando adaptação climática aos serviços ecossistêmicos, meios de subsistência, redução dos riscos a desastres e elementos de governança.


Tine fala espanhol, inglês e dinamarquês, e é mestre em Relações Internacionais/Economia pelo John`s Hopkins SAIS e bacharel em Administração de Negócios Internacionais/Economia pela Copenhagen Business School.

Ávida amante da natureza, Tine é apaixonada por caminhadas, esportes como o caiaque, assim como viajar e fazer yoga.

Veja mais sobre a Tine...

Fraser Brown é Bacharel em engenharia pela Universidade de Newcastle Upon Tyne, e tem mestrado em  Gestão Internacional de Negócios pelo Trinity College, em Dublin, Irlanda do Sul.

Possui grande experiência com o setor privado e atualmente trabalha em diversos projetos para o Green Climate Fund, para inúmeros governos e instituições. 

 

Ele é membro do Climate Finance Lab, um grupo internacional Climate Finance Lab, que defende novas propostas de crédito para pequenos produtores ligadas aos desafios climáticos, como o Climate Smart Lending PlatformTambém se especializou em finanças inovadoras, e mais especificamente, em mecanismos de financiamento para o clima.

 

Fraser é conselheiro chefe para o Green Finance for the World Agroforestry Centre - ICRAF, e aopia a UICN, a União Internacional para a Conservação da Natureza. Seu principal nicho em consultoria é o Net-Positive Solutions, com foco em apoiar a realização das metas de financiamento do chamado Bonn Challenge. Mantém também um relacionamento próximo aos membros do Global Partnership on Forest Landscape Restoration - GPFLR.

Uma pessoa que pensa "fora da caixinha", o seu maior desafio é alavancar métodos e compartilhar experiências para que possa suplantar os desafios impostos pelas mudanças climáticas, pelo crescimento populacional e pelos recursos limitados.

 

Veja mais sobre o Fraser...

Steven Smith é especialista em resiliência e adaptação às mudanças climáticas, desde consolidação de processos de paz e energia renovável.

 

Sua carreira na África e no Haiti teve como foco as necessidades das comunidades, das mulheres e da juventude desprotegida. Em Sahel, nos Grandes Lagos da África e no Haiti, promoveu adaptações às alterações climáticas, enfatizando a proteção ambiental e a gestão dos recursos naturais rompendo suas ligações com conflitos. As mulheres foram fundamentais para a contribuição na redução da pobreza, simbolizando e influenciando outras mulheres em suas empresas e agricultura de pequeno porte, através do seu trabalho.

Steven iniciou o Programa Mulheres em Transição em Ruanda em 1995, e se tornou um modelo para as mulheres e seu  desenvolvimento. Avaliou os programas financiados por doadores no Sul da Ásia, África e Haiti, de ajuda humanitária à redução da violência extrema. Suas análises e recomendações asseguraram um conjunto diversificado de beneficiados, incluindo as Nações Unidas, ONGs internacionais, a Casa Branca, membros do Congresso dos EUA e fundações privadas.

 

Trata-se de um profissional altamente experiente, qualificado e bem sucedido empreendedor, comprometido com a  energia renovável e eficiência energética com projetos de grande utilidade pública ou direcionados às pequenas comunidades.

 

Renomado orador público e autor publicado, seu próximo projeto literário consiste na publicação de sua própria história, sobre como mudou do setor privado para as circunstâncias caóticas do genocídio de Ruanda e outros conflitos, e como essa experiência contribuiu para o aprendizado de como lidar com os desafios que enfrentamos hoje.

Procurar Steven...

Após uma formação inicial em literatura e linguística, David se interessou para a aplicação de ciências sociais a desafios e conflitos ambientais. Especializou-se em análise do discurso e da governança inclusiva no domínio da gestão e políticas ambientais, com especial enfoque sobre a conservação de biodiversidade.

Após concluir seu doutorado sobre a implementação da Rede Natura 2000, David tem investido em iniciativas e projetos relacionados com a sustentabilidade, especialmente no que diz respeito aos aspectos sociais, culturais e políticos dentro de seus contextos específicos. Embora cruciais, tais dimensões são muitas vezes subestimadas e negligenciadas na forma como as questões ambientais são mais comumente enquadradas e tratadas.

Empenhado nas causas da proteção de biodiversidade e da regulação ambiental, David acredita na importância de se estabelecer uma gestão responsável e autêntica do mundo natural (através do conceito de stewardship).

Nos últimos anos, David tem trabalhado pela recuperação de ecossistemas e paisagens naturais. Com um enfoque  prático da recuperação ambiental, David desenvolve experiências em design e implementação da permacultura.

Trabalhou e morou em diversos países e vive atualmente em Bruxelas. Fala cinco línguas.

Procurar David...

Tatiana Botelho é atualmente consultora independente e pesquisadora, pós doutorada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.  

 

Suas pesquisas resultam de 15 anos de experiência em negócios, investimentos e governo,  acompanhando a interferência por parte  das instituições financeiras no estimulo efetivo das políticas e da prática da implementação da sustentabilidade. 

Tatiana foi premiada com a bolsa da FAPERJ Nota 10  durante seu processo de doutorado e participou do programa acadêmico financeiro da Oikos/PRI Finance Scholar e também foi membro do Brazilian Business Council for Sustainable Development - CEBDS. 

Adquiriu diploma em Engenharia Ambiental pela Cornell University  com ênfase em estudos para a América Latina. e mestrado em administração de negócios pela PUC, Universidade Católica do Rio de janeiro.

 

Recentemente se engajou ativamente na produção agricultora orgânica local, se tornando então produtora de grãos e vegetais.

Tatiana é mãe de dois meninos e comprometida em ensinar os princípios da sustentabilidade em escolas de ensinos médio e fundamental.  Ela também adora pedalar, ler e viajar em seu tempo vago.

Veja mais sobre a Tatiana...

 

João é engenheiro florestal com mestrado em Conservação da Natureza pela Universidade Federal do Paraná (2000). Possui uma sólida experiência em projetos de Conservação de Terras Privadas e Pagamento por Serviços Ecossistêmicos (PSE), nos quais pôde aplicar seus conhecimentos de Mecanismos de Conservação para Terras Privadas, Recursos Hídricos, Legislação Ambiental e Sistemas de Informação Geográfica.

Desde 2001, está envolvido em esforços de conservação de ecossistemas ameaçados no Brasil, trabalhando inicialmente no departamento de Meio Ambiente de uma das maiores mineradoras do mundo (Vale), e em seguida iniciou um fértil período na Fundação Grupo Boticário, onde gerenciou Projetos de Conservação de Terras Privadas relacionados ao cumprimento de legislação ambiental e PSE.

 

Atua na área de Serviços Ecossistêmicos desde 2003 e coordenou um dos primeiros projetos de Pagamento por Serviços Ecossistêmicos hídricos (PSA-H ou PSE-H) no Brasil – o Projeto Oásis. Trabalhou na The Nature Conservancy, primeiramente na equipe de Ciências, e depois coordenou a implementação de vários projetos de PSA-H na Mata Atlântica. Em 2014, ingressou na Fauna & Flora International, onde gerenciou projetos envolvendo biodiversidade e serviços ecossistêmicos em paisagens agrícolas. Também desenvolveu estudos sobre a avaliação econômica dos benefícios de conservação de uma das maiores reservas privadas da Mata Atlântica brasileira.

 

Recentemente ele iniciou sua própria empresa de consultoria ambiental, a Aquaflora Meio Ambiente. A Aquaflora dedica-se a desenvolver soluções de proteção, recuperação e valorização dos recursos naturais. O trabalho da Aquaflora concentra-se atualmente em:

 

- Avaliação e Modelagem de Serviços Ecossistêmicos

- Treinamento em ferramentas de modelagem de Serviços Ecossistêmicos (InVEST e RIOS)

- Análise Espacial Ambiental com ferramentas de Sistemas de Informação Geográfica (SIG)

- Formulação e implementação de projetos Pagamentos por Serviços Ecossistêmicos

- Mecanismos Econômicos de Conservação

- Desenvolvimento de projetos ambientais

- Avaliação de Impacto de projetos

Veja mais sobre o João...

 

Claudia Bethlem

Bióloga, MSC em oceanografia, graduada pela Fundação Universidade do Rio Grande, FURG

Possui 26 anos de experiência com trabalhos em águas profundas e costeiras, com análise de riscos e estudos de impacto ambiental de atividades em áreas remotas, tanto offshore como no coração da Amazônia.

Gerenciou mais de 60 projetos bem sucedidos em áreas costeira e trabalhou implementando medidas de conservação de espécies marinhas costeiras e em hot spots de biodiversidade, sendo especialista em mamíferos marinhas.

 

Foi contratada pelo PNUD para a agência do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA), onde pôde desenvolver procedimentos e diretrizes para a gestão costeira, bem como para organizações não governamentais relacionadas às mudanças climáticas,

 

Instrutora experiente com mais de 20 anos treinando alunos de diversas procedências em aspectos ambientais.

Please reload

©  2019 Copyright

  • LinkedIn - White Circle

EBD Global Optimum EIRELI BRA CNPJ 23779118000165